ZAZ

» Aconteceu

ZAZ

28 de março de 2017


 1º LOTE
(ESGOTADO)
2º LOTE
(500 ingressos)
3º LOTE
(demais ingressos)
Plateia Gold (AA até A08) R$ 180,00 R$ 200,00 R$ 230,00
Plateia Baixa Central R$ 160,00 R$ 170,00 R$ 180,00
Plateia Baixa Lateral R$ 160,00 R$ 170,00 R$ 180,00
Plateia Alta Central R$ 150,00 R$ 160,00 R$ 170,00
Plateia Alta Lateral R$ 90,00 R$ 100,00 R$ 110,00

 
O FENÔMENO DA MÚSICA FRANCESA VOLTA AO BRASIL PARA APRESENTAR SEU NOVO ESPETÁCULO, CONCEBIDO PELO FOTÓGRAFO E DESIGNER LAURENT SEROUSSI

Em 2015, o Bourbon Street Music Club apresentou ZAZ pela primeira vez ao público paulista, em duas noites de casa lotada. Agora, em 2017, o Bourbon traz novamente ZAZ ao Brasil. Desta vez, para uma turnê em grandes casas de espetáculo, a exemplo do que vem acontecendo na Europa,  com o extraordinário e crescente sucesso da artista. Serão quatro espetáculos, em Porto Alegre ( 28/03 – Auditorio Araujo Viana ), Rio de Janeiro ( 30/03 – Vivo Rio ), Brasilia ( 31/03 – Net Live) e São Paulo ( 02/04 - Espaço da Americas ).

Desenhado por Laurent Seroussi, reconhecido fotógrafo e designer gráfico francês, o novo show apresenta projeções e iluminação especial que costuram o espetáculo recheado com os grandes sucessos da cantora de voz grave, rouca, com ares — e letras — de pura liberdade e uma certa rebeldia.

Em  2006, decidida a  ser  cantora,  ZAZ saiu  de Bordeaux rumo a  Paris, onde  cantou  em cabarés e nas ruas de Montmartre por um ano, até que o anúncio de uma gravadora mudou sua vida. Nele, o compositor Kerredine Soltani procurava uma jovem  para interpretar canções de Jazz, e ZAZ se enquadrava perfeitamente  no perfil.  No  mesmo  período,  conheceu o cantor francês Raphaël Haroche, que seduzido pela sua voz, escreveu três das onze canções  do  seu primeiro álbum. Puxada  pela canção Je Veux, ZAZ caiu no gosto do público, mas não da crítica, que condenou o fato dela denunciar a sociedade de consumo em suas músicas, mas ao mesmo tempo viu seu álbum no topo das vendas. Uma contradição  imperdoável na visão dos críticos. Mas nada que ofuscasse o brilho da diva, considerada uma das promessas da nouvelle chanson pela  RFI Music.

Nos últimos anos, ZAZ tem sido uma das artistas que mais comercializa discos em todo o mundo. Seus dois primeiros álbuns venderam mais de três milhões de cópias em mais de 50 países, indo do Chile ao Egito, da Alemanha à China. Ainda integrou a trilha sonora do filme A invenção de Hugo Cabret, de Martin Scorsese, além de ter sido convidada por Plácido Domingo para fazer um dueto em Le Chason Des Vieux Amants. Paris, o disco lançado em 2015 dedicado às canções da cidade luz, teve produção de Quincy Jones,que não poupou elogios à cantora a quem atribuiu como sendo uma das mais belas vozes que já ouviu: “Ela tem as verdadeiras raízes no blues em sua voz e você poderia jurar que ela veio direto do gueto.”
Segundo Charles Aznavour, o grande ícone da música francesa: "ZAZ tem um apelo natural e pode cantar qualquer coisa que agite sua alma. Ela vai o mais longe que puder, e depois ainda mais. Dona de uma carreira única, numa sequência com reputação internacional, ZAZ é a primeira cantora francesa a ser extremamente popular".

» Compartilhe:

» Comentários

Nenhum comentário postado até o momento.

» Eu fui

Nenhuma foto enviada até o momento.

» Calendário de Eventos

» Newsletter

Cadastre-se para receber nossa newsletter e participar de promoções.

Nome:

Email:

© 2019 Opus Promoções